Skip to content

Sejam Bem Vindos!!!

junho 17, 2011

NOSSOS CÃES SÃO TRATADOS COMO MEMBROS DE NOSSA FAMÍLIA, RECEBENDO CARINHO E AMOR DENTRO DO NOSSO LAR. COMEÇAMOS A NOSSA CRIAÇÃO EM 1999.

NOSSO CANIL TRABALHA COM AS RAÇAS: LHASA APSO, SHIH TZU, MALTÊSYORKSHIRE, BIEWER E LULU DA POMERÂNIA. ESTAMOS LOCALIZADOS NA CIDADE DE DIADEMA, EM UM LOCAL ONDE MORAMOS E FISCALIZAMOS TODA CRIAÇÃO PESSOALMENTE.

CONTATO: JÚNIOR / (11) 99950-4789 ou IVAN / (11) 99964-0436

EMAIL: CANILVANDOGS@YAHOO.COM

MSN: CANILVANDOGS@HOTMAIL.COM

FACEBOOK: https://www.facebook.com/kennelvandogs

FAN PAGE: https://www.facebook.com/canilvandogs


“Existem pessoas que não gostam de cães. Estas, com certeza, nunca tiveram em sua vida um amigo de quatro patas! Ou, se tiveram, nunca olharam dentro daqueles olhos para perceber quem estava ali. Um cão é um anjo que vem ao mundo ensinar amor. Quem mais pode dar amor incondicional, amizade sem pedir nada em troca, afeição sem esperar retorno, proteção sem ganhar nada, fidelidade 24 h por dia? Ah, não me venham com essa de que os pais fazem isso, porque os pais são humanos. Se irritam, se afastam. Um cão não se afasta mesmo quando você o agride, ele retorna cabisbaixo, pedindo desculpas por algo que talvez não fez, lambendo suas mãos a suplicar perdão. Alguns anjos não possuem asas, possuem quatro patas, um corpo peludo, nariz de bolinha, orelhas de atenção, olhar de aflição e carência. Apesar dessa aparência, são tão anjos quanto os outros (aqueles com asas) e se dedicam aos seus humanos tanto quanto qualquer anjo costuma dedicar-se. Que bom seria se todos os humanos pudessem ver a humanidade perfeita de um cão!” ♥

(Autor Desconhecido, enviado pela nossa cliente Natalia Laurindo)


Aprenda a limpar partes mais difíceis dos cães como olhos, orelhas e unhas

junho 10, 2015

mulher com biewerTer um cão em casa é cuidar de uma vida, mas se existem tantos livros ensinando mães a cuidarem de bebês humanos são poucas as instruções sobre como cuidar desses bichinhos – principalmente no que se refere àquelas áreas mais críticas de limpar como olhos, boca e orelhas. A veterinária Amanda Schuback conta passo a passo do que é preciso ter e fazer para manter a saúde e higiene do seu animal em casa, confira!

Orelhas

orelha Cavalier King Charles SpanielPara realizar a limpeza dos ouvidos, nunca utilize cotonetes nem pinças, somente algodão e líquido de limpeza específico veterinário. Esses produtos podem ser encontrados em pet shops e, inclusive, podem aparecer em versões fitoterápicas como as que contêm própolis. Para cães com ouvidos saudáveis, essa limpeza é feita enrolando o algodão com o produto no dedo e passando pelo conduto auditivo uma vez por semana.

 

Unhas

unha maltêsAs unhas podem ser limpas com lenços umedecidos específicos para animais, que são sem perfume. Os cães costumam desgastar as unhas nos passeios, mas, se isso não acontecer, o corte deve ser feito regularmente. É importante nunca utilizar tesouras ou alicates humanos para cortar as unhas dos cães: existem alicates específicos para eles que indicam até onde o tutor pode ir, como indicador de onde está o vaso da unha para não sangrar. Quando o tutor não tem segurança e o cão tem unhas escuras, isto é, quando não dá para ver o vaso, o conselho é levar para cortar em um veterinário com a intenção de evitar sangramentos.

Dentes

dente yorkshireA escovação deve ser diária e o ideal é acostumar o cão desde filhote para que ele deixe mexer na boca e nos dentes. Será necessário usar uma escova específica para cães, que é comprida e tem dois lados: um lado pequeno e outro grande. O equipamento é encontrado em pet shops, onde também existem as dedeiras: indicadas para filhotes ou para adultos que nunca escovaram.

A pasta de dente dos cachorros também deve ser própria e conta com um trunfo para que a escovação tenha menos resistência: ela tem sabor de galinha. Trata-se de uma pasta enzimática, que auxilia na remoção do tártaro e evita que a placa bacteriana fixe nos dentes dos bichinhos evitando até mesmo doenças no coração.

Olhos

Os olhos podem ser limpos com algodão e soro fisiológico, mas depois é necessário secar bem para não causar dermatites. A limpeza dos olhos com soro não precisa ser diária, mas é sempre bom retirar aquelas secreções secas com algodão.

olho  tibetan

Fonte: Estilo de vida

Como cães podem mudar a vida de idosos: confira nove benefícios de ter um pet em casa

junho 9, 2015

Não há como negar que os animais são sempre ótimas companhias e conseguem colocar um toque a mais de alegria em qualquer lar. Mas quando os tutores são idosos, o trabalho dos cães fica ainda mais intenso e os pets podem assumir muito mais funções do que apenas bichinhos de estimação. Seja para fazer companhia, curar uma depressão ou ajudar na prática de exercícios físicos, cuidar de um cãozinho só traz novidades boas para a vida dos mais experientes.Veja baixo as nove formas que os cães mudam a vida dos idosos.

idosa luluPet ajuda a acalmar idosos doentes

Idosos que apresentam doenças cerebrais, como o Alzheimer ou demência, podem passar por episódios de agitação ou nervosismo. Ter um cãozinho por perto ajuda a acalmá-los nesses momentos. A interação ainda pode estimular o apetite dos idosos.

idosa yorkshireMantém o idoso ativo

Sair para passear com o cãozinho ou promover brincadeiras é uma ótima fonte de exercícios. Além dos carinhos oferecidos ao pet estimularem mãos e dedos com artrite e outras doenças ósseas.

idosos com lhasa apsoCuidar de um cão também exercita a mente

Além dos exercícios físicos, ter um cãozinho por perto é uma ótima fonte de estímulos para a mente. Ler sobre pet ou apenas conversar com outras pessoas sobre o tema ajuda a manter a mente dos idosos ativa.

idosa maltesaCães estimulam hormônios da felicidade

Ter um cãozinho sempre presente pode ajudar a reduzir a produção de cortizol (hormônio do estresse) e aumentar os níveis de serotonina (hormônio da felicidade) no organismo. Por isso, para idosos que enfrentam medos ou transtornos manter um pet em casa pode ajudar a deixá-los mais calmos e felizes.

idoso yorkieCães podem fazer terapias em asilos

Os cães também podem ser treinados para ajudar em terapias em lares para idosos. Os pets vão ajudar oferecendo carinho e estimular o cérebro dos idosos, principalmente para aqueles que não recebem visitas constantes.

idosa maltêsPodem prevenir doenças do coração

De acordo com um estudo realizado pela “American Heart Association”, interagir com cães pode ajudar a prevenir doenças cardíacas.

idoso com lhasa apsoPets ajudam a socializar

Além de serem uma ótima companhia para qualquer situação, os cãezinhos são sempre assunto em uma roda de amigos ou até mesmo em um passeio informal. Ter um pet por perto pode ajudar os idosos a socializarem e com isso afastar a sensação de isolamento.

idoso com shih tzu filhoteCães afastam bandidos

Idosos, por serem mais frágeis, são alvos fáceis para roubos. Contar com um pet por perto pode ajudar a afastar os criminosos de invasões domiciliares. Até mesmo os cachorros de pequeno porte podem auxiliar através de seu latido.

 Planejar o futuro

Muitos idosos sentem que suas missões já foram cumpridas após os filhos estarem crescidos. Cuidar de um pet pode ajudá-los a planejar um futuro, pensando que o cãozinho precisará de seus cuidados.

Fonte: Estilo de Vida

Câmara aprova prisão para quem matar cães e gatos

abril 30, 2015

yorkshire filhote gatoPena, segundo o texto que ainda será votado no Senado, será de 1 a 3 anos de detenção. Texto também criminaliza o abandono dos animais e a realização de rinha de cães.

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (29), o Projeto de Lei 2833/11, do deputado Ricardo Tripoli (PSDB-SP), que criminaliza condutas contra a vida, a saúde ou a integridade de cães e gatos. A matéria, aprovada na forma de uma emenda substitutiva do deputado Lincoln Portela (PR-MG), será votada ainda pelo Senado.

De acordo com o texto, matar cão ou gato terá pena de detenção de 1 a 3 anos. A exceção será para a eutanásia, se o animal estiver em processo de morte agônico e irreversível, contanto que seja realizada de forma controlada e assistida.

Se o crime for cometido para controle populacional ou com a finalidade de controle zoonótico, a pena será de detenção de 1 a 3 anos. Neste último caso, ela será aplicada quando não houver comprovação de enfermidade infecto-contagiosa que não responda a tratamento.

Essas penas serão aumentadas em 1/3 se o crime for cometido com emprego de veneno, fogo, asfixia, espancamento, arrastadura, tortura ou outro meio cruel.

yorkie filhote gatoAssistência e abandono
Para o agente público que tenha a função de preservar a vida de animais e não prestar assistência de socorro a cães e gatos em situações de grave e iminente perigo, ou não pedir o socorro da autoridade pública, a pena será de detenção de 1 a 3 anos.

O abandono de cão ou gato provocará a detenção por 3 meses a 1 ano. O abandono é definido pelo projeto como deixar o animal de sua propriedade, posse ou guarda, desamparado e entregue à própria sorte em locais públicos ou propriedades privadas.

Rinha de cães
No caso da rinha de cães, a pena será de reclusão de 3 a 5 anos; e a exposição de cão ou gato a perigo de vida ou a situação contra sua saúde ou integridade física provocará detenção de 3 meses a 1 ano.

Aumento de pena
Todas as penas previstas no projeto serão aumentadas quando, para a execução do crime, se reunirem mais de duas pessoas.

maltes papagaio persaInteresse da sociedade
O autor da proposta disse que o projeto vai ao encontro das expectativas dos eleitores. “Estamos decidindo dentro do que a sociedade nos pede”, disse Tripoli.

“Cada vez cresce a preocupação da sociedade brasileira para corrigir essas práticas de covardia que ainda acontecem”, acrescentou o deputado Daniel Coelho (PSDB-PE). Segundo ele, estatísticas demonstram que quem maltrata animais tende a maltratar mais idosos, crianças e mulheres.

Mesmo com orientação de todos os partidos a favor do texto, houve críticas à medida. O deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) pediu mais tempo para analisar o projeto. “O mérito é indiscutível, mas há uma confusão para usar o direito penal para mudar comportamento. Tenho dúvidas se o texto está adequado”.

Já o deputado Valdir Colatto (PMDB-SC) considerou uma “loucura” a Câmara votar a proposta, porque, em sua avaliação, ela pode causar superlotação de presídios. “Seria preciso usar o Maracanã para colocar as pessoas que agem contra cães e gatos.”

Íntegra da proposta:

Yorkshire adulto gato

 Fonte: Agência Câmara Notícias

Gol permite que cães e gatos viajem na cabine junto aos seus donos

março 12, 2015

Shih-Tzu-TravelPassageiros de avião que não quiserem despachar seu animal de estimação contam, a partir desta quarta-feira, com a possibilidade de levá-los dentro da cabine. A companhia aérea Gol lançou um serviço nos voos domésticos que permite que cães e gatos viajem acomodados embaixo da poltrona. “Os animais de estimação são hoje considerados parte da família e seus donos querem estar mais próximos de seus pets, e isso inclui também o momento da viagem”, afirma Paulo Miranda, diretor de Produtos da Gol.

2015-03-12 13.48.37Para estar na cabine junto com o dono, o animal precisa estar dentro do contêiner, que deve ter espaço suficiente para ele dar uma volta completa em torno de si. São aceitos todos os tipos de cães ou gatos com idade mínima de quatro meses e peso máximo de 10 quilos (incluindo o contêiner) – outros animais não são permitidos.

Por questões de segurança, os passageiros com animais de estimação não podem ser acomodados em saídas de emergência ou na primeira fileira, além de não ser permitido mais de um animal ou criança na mesma fila. A solicitação do serviço deve ser feita com no mínimo 3 horas de antecedência. Os animais também precisam ter as vacinas em dia.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o dono também deve apresentar atestado de sanidade do animal, fornecido pela Secretaria de Agricultura Estadual, Posto do Departamento de Defesa Animal ou por médico veterinário. O documento deve ser apresentado no embarque com no máximo 72 horas após a emissão e precisa ter validade de dez dias.Para mais informações, acesse o site da Gol ou entre em contato com a Central de Atendimento da empresa pelo telefone: 0300 101 2001.

Fonte: Estadão conteúdo

Erros cometidos por tutores de cachorros: saiba como evitá-los e manter o pet sempre seguro e saudável

fevereiro 11, 2015

lhasa apso casalNão escovar os dentes, não exercitar e não socializar são alguns dos erros mais comuns

Para os apaixonados por pets pode parecer quase impossível resistir a adotar um novo bichinho de estimação. Mas além de toda a fofura dos cachorros, eles podem exigir alguns cuidados extras e precisam de muita atenção de seus tutores para crescerem sempre fortes e saudáveis. Como os animais, assim como as pessoas, não contêm um manual de instruções para ajudar na criação, muitos ainda cometem alguns errinhos na hora de cuidar do pet. Vejam abaixo quais são os maiores erros cometidos pelos tutores e como resolver os problemas. lhasa apso exercicio

Não praticar exercícios regulares com o cãozinho

Exercício físico é uma necessidade básica dos cachorros e a falta da prática pode levar a problemas de saúde e comportamento. É importante avaliar o tamanho e personalidade do cãozinho para adaptar a rotina de atividades ideais para o seu pet ficar sempre saudável. lhasa apso filhote 10

Não treinar seu pet

Todo cão precisa de treinamento para aprender a cumprir algumas regrinhas e socializar com mais facilidade com outros animais ou humanos. Se você decidir por não adestrar seu bichinho de estimação, pode estar ajudando no desenvolvimento de medos e fobias, já que o pet não terá uma socialização adequada com o meio externo. Com um comportamento mais controlado, ele terá mais facilidade de permanecer em locais públicos, além de ganhar muito mais carinho de seus amigos e familiares.

lhasa apso veterinarioEvitar as visitas ao veterinário

Assim como os humanos, os cachorros precisam visitar constantemente especialistas em saúde para exames preventivos. Por isso, nada de esperar o cãozinho adoecer para levá-lo ao veterinário. Os exames de rotina vão ajudar a detectar os problemas de saúde logo no início, além de prevenir muito outros.

lhasa apso filhote 3Negligenciar a vacinação do pet

Apesar de muitas doenças dos pets terem tratamento, o ideal é sempre investir antes nas vacinas de prevenção para evitar o aparecimento dos sintomas. Algumas doenças, como a Dirofilariose Canina, podem ser fatais para os cãezinhos e geram um custo muito mais alto para o tratamento do que a vacinação.

lhasa apso close upNão cuidar da higiene dental

Muita gente ainda acredita que o mau hálito de cachorros é normal. No entanto, a halitose pode indicar o aparecimento de tártaro ou outras doenças bucais no pet. O ideal é escovar os dentes do cãozinho diariamente, além de fazer limpezas mais profundas no consultório do veterinário.

lhasa apso restauranteDar alimentos inadequados ao pet

Pode parecer difícil negar comida ou guloseimas ao pet, mas muitas vezes é preciso para manter o animal saudável. Antes de escolher as rações, é importante ficar atento aos rótulos para decifrar o que é melhor para cada raça e idade. Já as comidas devem ser tiradas da dieta do bichinho e os petiscos controlados, para evitar que seu cão se torne obeso ou com problemas de saúde.

lhasa apso filhote 9Não controlar os problemas de comportamento do cãozinho

Se no início algumas bagunças e artes do pet podem até parecer bonitinhas, depois de algum tempo elas começam a se tornar um verdadeiro incomodo. Por isso, é importante controlar os problemas de comportamento do cãozinho logo que eles aparecem. Ignorar as ações pode até mesmo reforçar o mau comportamento do cachorro, por isso o ideal é sempre procurar ajuda para controlar a atitude do bichinho.

lhasa apso identificaçãoNão colocar uma etiqueta de identificação na coleira

Muitos cães se perdem todos os dias. Para evitar que o seu pet não encontre o caminho de volta para casa, é importante manter sempre uma etiqueta com identificação na coleira do bichinho, com endereço e telefone do tutor.

lhasa apso top

Fonte: Estilo de Vida

novembro 15, 2014

black end of year

Unhas e dentes: cuidados que vão além da aparência e que ajudam a manter a saúde dos cães

outubro 30, 2014

shih tzuTer um cãozinho em nossas vidas é algo mágico. No entanto, isto requer responsabilidades e cuidados que complementam a rotina de banhos semanais, passeios para exercitar o físico animal, vacinas em dia e uma alimentação balanceada.

A higiene bucal, por exemplo, é um passo fundamental no dia a dia canino. Sua deficiência pode causar sérios problemas de saúde, como doenças gengivais e perda de dentes. Não menos importante, o tamanho das unhas do animal também deve ser observado e aparado quando começa a representar risco para a saúde do bichinho.

Bactérias e caminho aberto para infecções

O problema bucal começa com o acúmulo de placa bacteriana e, consequentemente, formação de tártaro sobre os dentes de seu cão. Estes fatores são causadores de doenças periodontais, ou seja, doenças dos tecidos que revestem e rodeiam os dentes de seu bichinho.

O tártaro acumulado nas gengivas pode causar inflamações, além de facilitar o mau-hálito e perda precoce de dentes. Uma prevenção é escovar os dentes do animal com regularidade e estimular o cão a roer e a mastigar. Existem biscoitos para cães, cordas específicas, ossos e couros comestíveis e bolas de borracha dura que podem reforçar esta tarefa. Ofereça o produto com cuidado, com tamanho compatível, para não correr o risco de seu animal ingerir o objeto ou se asfixiar.

A gravidade da doença periodontal está relacionada com a quantidade de placa presente nos dentes e com a idade do animal. É uma doença mais comum em cães idosos e, principalmente, de raças pequenas, que são afetados mais precocemente dos que os de raça grande e também de forma mais grave.

O grande perigo está na propagação destas infecções através da corrente sanguínea da boca para outros órgãos internos como o coração, o fígado, rins e também articulações, prejudicando a saúde e comprometendo a vida de seu cão.

biewerCuidados com as unhas também são importantes

Além da higiene bucal, é fundamental cortar as unhas do seu cão, pois, além de melhorar a aparência, também ajuda a manter seu animalzinho limpo e diminui a probabilidade dele se machucar. Unhas grandes tendem a prender facilmente em pisos e carpetes, o que pode gerar encravamento, sangramento e até remoção da unha, causando forte dor a seu cãozinho. Além disto, unhas grandes dificultam a movimentação do animal, podendo até prejudicar cães em fase de crescimento.

O comprimento ideal é no sabugo – tecido vivo com sangue e nervos – e o corte deve ser feito na diagonal da unha e com muito cuidado para não ferir seu amigo de quatro patas.

Vale frisar que a maioria dos cães não gosta que toquem em suas patinhas, portanto, é recomendado que o corte das unhas seja feito em pet shops ou veterinárias, que já possuem este serviço incluso em pacotes de tosa e banho, além de ser executado por pessoas que já possuem experiência e agilidade.

Fonte: Estilo de Vida
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 63 outros seguidores